MANDALA


A palavra “mandala” se originou partir de uma linguagem clássica indiana do sânscrito. Em muitas culturas é traduzida como significado de “círculo”, porém uma mandala é muito mais do que uma simples forma. Ela representa plenitude, e pode ser visto como um modelo para a estrutura organizacional da própria vida É um diagrama cósmico que nos recorda a nossa relação com o infinito, o mundo que se estende para além de nossa existência e ao mesmo tempo, para dentro de nossos corpos e mentes. Descrevendo tanto aspectos materiais, morais e a realidade, a mandala aparece em todos os aspectos da vida: os círculos celestes que chamamos terra, sol e lua, bem como de forma conceitual nos círculos de amigos, família e da comunidade. A consciencialização da mandala têm o potencial de mudar a forma como vemos a nós mesmos, nosso planeta, e talvez até mesmo a finalidade que damos à nossa própria vida.

04/07/2009

A NATUREZA DA MANDALA

A PARTIR DO MICRO PARA O MACROCOSMO
O "círculo com um centro" é a estrutura básica padrão de criação que é refletido a partir do micro para o macro no mundo como o conhecemos. É um padrão encontrado na natureza e é visto em biologia, geologia, química, física e astronomia.

Exemplos dos padrões encontrados na natureza:

Todos os organismos vivos do nosso planeta são feitas de células e cada célula tem um núcleo, que se traduz numa mandala.


Nos átomos que constituem a matéria, todos tem um núcleo.

Numa laranja cortada ao meio, a união dos gomos formam um núcleo.


Assim chegaremos a vários exemplos, pense um pouco, veja como a maioria das coisas tem um centro como a mandala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário